“Perfil financeiro:” Identifique o seu e diminua perdas adotando essas 3 práticas.

Pesquisas apresentadas pela Info Money nos mostram que cerca de 86% dos brasileiros tiveram a sua vida financeira severamente prejudicada com a pandemia.

Entre os motivos que fomentaram esse desequilíbrio, o consumo excessivo e fazer mais dívidas são os mais presentes. Segundo os entrevistados, “Comprar demais” significa tentar manter o padrão de antes da pandemia e “fazer mais dívidas” é uma consequência da ausência de planejamento financeiro durante esse período de crise.

Essas informações, quando somadas ao fato de que antes do COVID-19 as pessoas do nosso país já sofriam intensas perdas monetárias derivadas de desorganização e desinformação, emitem um sério alerta para a Economia Nacional, especialmente quando evidenciamos as áreas que disponibilizam produtos e serviços de concessão de crédito para manter o “comércio girando”.

Por isso, trouxemos neste post alguns dados sobre os principais perfis financeiros que despontam em nosso cenário atual de finanças, e como identificá-los pode nos auxiliar a criar estratégias e sistemas mais efetivos no combate a problemas como dívidas e inadimplência.

Validaremos os tópicos abaixo:

  • Traçando o seu perfil financeiro;
  • 3 práticas que auxiliam um bom perfil financeiros;
  • Conclusão

Vamos lá?

Traçando o seu perfil financeiro

Perfil financeiro é uma classificação traçada quando analisamos e identificamos padrões comportamentais expressados por uma pessoa (física ou jurídica) para lidar com questões ligadas ao dinheiro. Nesse estudo, são observados fatores como:

  • Gastos;
  • Ganhos;
  • Economias;
  • Investimentos;
  • E frequência de movimentações bancárias.

Para em seguida avaliarmos se as prioridades e as necessidades financeiras estão sendo atendidas, e se a conduta está sendo saudável ou não (sem excessos, impulsos e perdas desnecessárias).

Hoje, credores podem utilizar perfis financeiros como “norteadores” em seus processos de concessão de crédito para obter mais informações sobre o histórico de compras do cliente, gerenciando riscos de inadimplência ou atrasos com mais qualidade.

Alguns exemplos dos perfis brasileiros mais notados que podemos citar são:

Poupador: essas pessoas gostam de manter “tudo sobre controle”, sempre dando um passo de cada vez e adquirindo conquistas materiais de forma consistente. Além disso, estes não se importam em poupar um pouquinho de cada vez e acreditam que juntar dinheiro é essencial para alcançar a independência financeira.

Planejador: essa categoria detém boa parte do público tradicional do mercado financeiro, sendo composta por pessoas analíticas e focadas em resultados práticos. Para esse grupo, o mais importante é se planejar muito bem para assumir desafios financeiros de alta rentabilidade. Por isso, eles são considerados osinvestidores mais bem-sucedidos e os mais focados no crescimento financeiro.

Camaleão: esses são os consumidores que pregam aquela famosa frase brasileira “para tudo se dá um jeito”. Eles se adaptam ao momento da vida financeira, aceitando altos e baixos com tranquilidade, e costumam estar na lista dos “bons pagadores”. No entanto, devido à imprevisibilidade de gastos, podem se endividar com mais facilidade.

Devedor: como acusa o nome, esse grupo costuma sempre estar preso à temida ala dos negativados, devido ao descontrole financeiro. Geralmente, as pessoas com esse perfil são mais imediatistas, não sabem como executar planejamentos e no final desprendem mais do que o necessário em seu cotidiano.

Porém, é de extrema valia ressaltar que essas denominações não são estáticas. Ou seja, após reconhecermos que nos encontramos dentro de um perfil específico, é possível também mudá-loe criar um estilo de vida financeiro mais estável.

Mas, como fazemos isso? Vejamos abaixo três formas.

3 práticas que auxiliam um bom perfil financeiro.

Quando puder, adiante

A maioria das instituições financeiras deixam como incentivo uma margem de desconto para clientes que pagam suas contas antecipadamente, um ponto bastante positivo para você economizar no dia a dia das suas finanças. Portanto, tente definir um número, mesmo que baixo, de parcelas que pode adiantar por mês. Dessa forma poderá inclusive favorecer o aumento da sua pontuação de Score!

Programe Dias de Pagamentos

Muitos micro e médio empreendedores podem ficar perdidos em suas finanças, porque a entrada e saída de dinheiro nem sempre é constante, com valores e datas pré-determinadas.

Uma estratégia eficiente é traçar uma média de ganhos e optar por realizar todos os pagamentos em datas específicas (dia 5 e dia 20, por um exemplo). Assim, você obterá um maior controle sobre o fluxo dos caixas e poderá prever e identificar falhas processuais com mais facilidade

Invista em recursos tecnológicos de alta precisão

Softwares e plataformas digitais de consulta de Score são aliados poderosíssimos para acompanhar tanto a sua situação financeira quanto a dos seus clientes, uma vez que através dos dados atualizados conseguimos evitar armadilhas que mais tarde podem render grandes “buracos” no faturamento anual. Aqui na SCI B-HIVE, contamos a Sorter Curve! Clique aqui para saber mais.

E agora a conclusão!

Conclusão

Quer economizar o seu tempo, o seu dinheiro e ainda agilizar os processos internos da sua empresa com filtros automatizados e 100% online? Clique aqui para entrar em contato com um dos nossos consultores e obter uma avaliação completa!

Estamos disponíveis para qualquer dúvida em nossa conta no Instagram @sci_b.hive. Comente aqui embaixo se gostou do nosso conteúdo! 🙂

Nos utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante sua navegação em nossos sites, em serviço de terceiros e parceiros, Ao navegar pelo site , você autoriza a SCI B-Hive a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalizades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Politica de Privacidade.